Sem correr riscos
Soluções de análise de crédito tornam vendas mais ágeis e seguras, além de diminuir inadimplência 28/11/2018 01:09
Para o pequeno e médio empresário, um dos momentos mais delicados de uma venda é saber se está fazendo um bom negócio quando é no crediário. Por isso, munir-se de informações precisas que possam lhes dar mais segurança no ato da análise do perfil do cliente é uma das principais recomendações. Do outro lado, o consumidor, ávido por adquirir um bem ou um serviço, pode se tornar um cliente fidelizado, se surpreendido com uma proposta de crédito rápida, personalizada e com taxas e juros e condições de pagamentos diferenciados. Logo, o modo como a relação comercial se estabelece pode determinar, ou não, uma relação de consumo duradoura.
 
Como explica a diretora de Produtos da Boa Vista SCPC, Lola de Oliveira, mesmo com soluções modernas e eficientes no mercado, que de fato auxiliam o empresário a analisar com mais critério e segurança o perfil do seu cliente na tomada de decisão de conceder ou não o crédito, há os que ainda olham apenas a fotografia do débito, ou seja, se o CPF está ou não negativado, mesmo quando a forma de pagamento solicitada é no crediário.
 
Em um estudo recente, a Boa Vista constatou que 60,1% das consultas feitas nos últimos seis meses apresentam "nada consta" para restritivos, sendo que 47,4% apresentam alto ou altíssimo risco de se tornarem devedores nos próximos meses. Essa informação não é apresentada quando feita apenas a consulta da fotografia do débito, por isso a necessidade de se analisar, além do restritivo, o score (hábito de pagamento), e outras informações contidas em soluções inteligentes de análise de crédito.
 
Um outro dado da Boa Vista que corrobora a necessidade de análises de crédito mais completas, é que 41,3% dos consumidores negativados no SCPC voltaram a apresentar algum débito no mercado em até 12 meses. Em casos como esses, se o empresário tem a informação na mão, pode fazer uma análise mais criteriosa e oferecer um crédito e um meio de pagamento mais adequados, que minimizem a probabilidade de uma futura inadimplência.
 
Outro estudo da Boa Vista identificou ainda que análises completas do comportamento do consumidor evitam perdas de até 38,7% com clientes que apresentam "nada consta" na consulta convencional de CPF. Assim, além de tornar mais assertiva a análise creditícia, o empresário pode reduzir os custos com cobranças de débitos futuros, para consumidores que têm alto risco de inadimplência.
 
"Ferramentas de análise de crédito cada vez mais tecnológicas, inovadoras e eficientes são capazes de apresentar, em poucos segundos, um histórico completo do comportamento do cliente. Logo, ajuda o empresário a prever, com mais objetividade, a probabilidade de pagamento da compra que está sendo solicitada. Por tudo isso, não basta saber se há ou não uma restrição, mas sim qual é a sua severidade, como o valor dos débitos, o segmento em que foi feito e o tipo do débito", exemplifica Lola, acrescentando que a Boa Vista desenvolveu a Família Acerta, uma solução composta por três relatórios de consulta com informações cadastrais, restritivas, comportamentais e de inteligência que analisam o comportamento creditício do consumidor, seu potencial de pagamento e a recomendação da parcela ideal.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
O ser humano no novo contexto
André Pandolfi
CSU Contact
exibições: 22984
00:01:37
Ambiente requer resposta ágil
Daniela
Estácio de Sá
exibições: 15321
00:01:01
Total de vídeos: » 1.155
http://www.portalcreditoecobranca.com.br