Paranapanema informatiza área de crédito
Projeto permitiu uma análise mais rápida e com menos riscos 28/11/2017 03:41
A fabricante de cobre Paranapanema informatizou a área de crédito, com a implementação de softwares de gestão e parceria com a Serasa Experian. O projeto reduziu o tempo médio de aprovação das análises de crédito dos mais de 1.500 clientes e trouxe maior confiabilidade e transparência ao processo. Após a informatização, o índice de pontualidade de pagamentos dos clientes chegou a 97,4% (média dos últimos 12 meses terminados em setembro de 2017).
 
Com a queda do tempo médio de análise de crédito e aprovação quase pela metade, os analistas da empresa conseguiram maior tempo para se dedicarem às análises mais aprofundadas e aos casos que necessitam de maior atenção e envolvimento diretamente com os clientes. Além disso, por meio de uma parceria com a Serasa Experian a Paranapanema passou a monitorar a base de clientes com acompanhamento praticamente em tempo real das alterações financeiras ocorridas em sua carteira.

"Como o nosso risco está sendo constantemente monitorado por meio de vários cross checkings, entre eles os relatórios fornecidos pela Serasa para cada cliente, conseguimos tomar melhores decisões e antever potenciais riscos", afirma André Gaia, CFO da Paranapanema. Segundo o executivo, os atrasos caíram. "A Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (PCLD) em 2016 tinha subido para apenas 0,20% do faturamento, que foi um ano recorde de índices de inadimplência no País. Nesse cenário, a Paranapanema conseguiu reduzir o PCLD", complementa.

Atualmente, a PCLD tem sido ainda melhor controlada, nos primeiros 9 meses de 2017, em um ambiente adverso para crédito, foi registrado aumento de apenas 0,10% do faturamento. "O bom uso das informações e o acompanhamento de alterações disponibilizadas pela Serasa Experian auxiliam na mitigação de risco, como aconteceu com a Paranapanema, que teve uma carteira com melhor desempenho em um cenário adverso de crédito em 2017. A implantação de políticas e regras que associam o monitoramento de dados de crédito possibilitam melhores resultados", afirma Marcelo Leal, diretor de Soluções de Produtos para Empresas da Serasa Experian.
 
Até meados de 2015, a área era totalmente manual, com cerca de 1.500 clientes sendo monitorados, a grande maioria no Brasil, o que representava 400 análises de créditos por mês. O processo era mais lento, as revisões de crédito tinham um intervalo maior e a empresa acabou foi afetada por alguns eventos de crédito no primeiro semestre de 2015. Então a Paranapanema mudou a estratégia da área de crédito e passou a priorizar a previsão de risco para antever os defaults.

A informatização começou em junho de 2016 e terminou em dezembro do mesmo ano. Não existe mais nenhum processo manual, toda a área de crédito passou a usar o software 'creditflow', que opera em plataforma web e pode ser acessada de diversos dispositivos móveis, inclusive o celular. O fato de a própria Paranapanema obter as informações dos seus clientes na base de dados da Serasa Experian de forma automática, além dos dados que o sistema já tinha, agilizou bastante o processo. Dessa forma, a área de crédito passou a monitorar diariamente as informações como protestos, falências, cheques devolvidos, etc. Os próximos passos do processo de informatização da área de crédito será o cálculo de pontualidade dos clientes de forma automática integrada com o SAP e a inteligência artificial no sistema para o cálculo do rating, nos próximos meses.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
O desafio que virou modelo internacional
Rosângela
Sodexo
exibições: 329
00:13:06
O cliente no centro
Caio Poli
99
exibições: 783
00:01:33
Total de vídeos: » 1.061
http://www.portalcreditoecobranca.com.br