Novo limite no rotativo. E agora?
Os impactos da mudança no mercado de recuperação de crédito 05/04/2017 12:15
» Ariane Abreu
Autora: Ariane Abreu

A partir do mês de abril, os brasileiros poderão utilizar o crédito rotativo por apenas 30 dias. Ou seja: uma única vez. Depois desse prazo, a dívida será automaticamente parcelada pela instituição financeira. Com isso, as taxas devem cair de 450% para 150% ao ano, "apenas". O consumidor, em um futuro próximo, com certeza vai agradecer. Mas e as empresas de cobrança, como ficam?

Hoje, os contact centers investem muito dinheiro em conseguir o CPC, o Contato com a Pessoa Certa. E, quando conseguem, o cliente não quer negociar. Não é à toa: quanto mais extenso o prazo para pagamento, maior dificuldade o credor terá em honrar os pagamentos, contribuindo para altos índices de inadimplência.
 
Com a aprovação da medida, será mais "fácil" encontrar o devedor. Agora, a tendência é fazer um novo acordo, com parcelas atrativas. Como resultados, teremos redução de custos no insucesso, crescimento de dívidas pagas, diminuição da inadimplência e, quem sabe, dinheiro sobrando no caixa dos contact centers para novos investimentos!
 
Minha sugestão de uso? Aposte em tecnologia, é claro! Com ela, os caminhos para o sucesso se tornam amplos e assertivos. Porém, não se esqueça de treinar as pessoas. Afinal, nada adianta ter uma Ferrari se o condutor não sabe dirigir. Boa sorte nessa nova etapa!

Ariane Abreu é diretora comercial da Total IP.
Matérias Relacionadas

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
Mais Lidas
O desafio que virou modelo internacional
Rosângela
Sodexo
exibições: 277
00:13:06
O cliente no centro
Caio Poli
99
exibições: 724
00:01:33
Total de vídeos: » 1.049
http://www.portalcreditoecobranca.com.br